Actualidad RT, 24 de junho de 2020:

A Rússia apóia a Venezuela em sua resistência contra a “ditadura externa” e as tentativas de “forçar uma mudança de poder” no país, declarou o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, na quarta-feira, durante uma reunião em Moscou com seu homólogo venezuelano, Jorge Arreaza. 

O ministro das Relações Exteriores russo descreveu o país sul-americano como um dos estados que “constituem a fortaleza” quando se trata de “contrariar as tentativas de retornar a região ao século 19, de impor novamente a doutrina de Monroe”. 

“Mostramos uma solidariedade contínua com sua determinação em resistir à ditadura externa, resistir aos intentos de interferir grosseiramente nos assuntos internos de um país soberano, de resistir aos intentos de provocar uma mudança de regime”, disse Lavrov.

“Parceria estratégica”

O chefe da diplomacia russa também observou que a Venezuela é um “amigo confiável” de seu país, tanto na América Latina como internacionalmente, e que Moscou aprecia ” enormemente a parceria estratégica que se desenvolve com base em os acordos dos presidentes da Rússia e Venezuela, Vladimir Putin e Nicolás Maduro “. Nesse sentido, Lavrov enfatizou que o relacionamento bilateral “está progredindo em áreas como energia, indústria, agricultura, alta tecnologia, produtos farmacêuticos e cooperação técnico-militar”.

Lavrov também expressou o apoio de Moscou à posição de Maduro de manter um diálogo nacional com a oposição. Por sua parte, o ministro das Relações Exteriores da Venezuela se mostrou grato com o Governo russo, e com Lavrov em particular, por sua ajuda no estabelecimento de um diálogo com a oposição.

Leia Também:

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.