Actualidad RT, 24 de julho:

A China ordenou aos Estados Unidos na sexta-feira que fechem seu consulado na cidade de Chengdu, como retaliação ao fechamento do Consulado Geral da China em Houston (Texas), de acordo com o Ministério das Relações Exteriores do país asiático.

“A China decidiu revogar a licença para o estabelecimento e operação do Consulado Geral dos Estados Unidos em Chengdu e estabeleceu requisitos específicos para o Consulado Geral interromper todos os negócios e atividades”, assinalou desde Pequim em um comunicado.

O Ministério das Relações Exteriores da China explicou que se trata de uma contramedida “legítima e necessária” ao ato unilateral e injustificado de Washington. Além disso, ele declarou que sua resposta “está de acordo com o direito internacional” e mais uma vez instou os EUA a “retirar imediatamente sua decisão errada”, a fim de retomar as relações bilaterais.

A resposta vem depois que o governo Trump ordenou o fechamento do consulado chinês para “proteger a propriedade intelectual e as informações privadas” da nação americana. O presidente alegou que as autoridades chinesas tentaram roubar dados de instalações no Texas, incluindo o sistema médico.

Tensão crescente

Anteriormente, Pequim condenou “veementemente” a medida norte-americana e instou o país norte-americano a “reverter imediatamente sua decisão errônea”.

O Ministério das Relações Exteriores da China considera que o “fechamento unilateral” de seu Consulado Geral em Houston em um curto período de tempo representa uma “escalada sem precedentes” em meio à crescente tensão que está dominando as relações entre Washington e Pequim, que vêm se deteriorando nos últimos meses, devido à intensa guerra comercial e tecnológica, disputas pela administração da pandemia e pela nova lei de segurança chinesa imposta em Hong Kong.

Até o momento, Washington mantinha cinco consulados na parte continental da China – em Cantão, Xangai, Shenyang, Wuhan e Chengdu – e também um Consulado Geral em Hong Kong e Macau.

O Consulado dos EUA em Chengdu foi estabelecido em 1985 e tem cerca de 200 funcionários.

Por sua vez, o presidente dos EUA, Donald Trump, declarou quarta-feira em uma entrevista coletiva na Casa Branca que “sempre é possível” ordenar o fechamento de mais consulados chineses no território do país.

Leia Também:

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.