O demolidor em chefe da república, Jair Bolsonaro, se pronunciou a nação para falar sobre a COVID-19 na noite de ontem (24). Como era de se esperar, boa coisa não saiu daquele bueiro de esgoto, e Bolsonaro usou o espaço em rede nacional de rádio e TV para minimizar o problema da pandemia ao dizer que não se deve parar o país por causa de uma “gripezinha” e que em 90% não gera maiores consequências, além de criticar a imprensa ao dizer que ela está plantando o pânico na população.

Contrariando as recomendações do próprio ministério da saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS), Bolsonaro minimizar um problema sério, que sim, em 90% dos casos os casos são leves o problema é que nada sendo feito a quantidade de doentes dobra a cada dois dias (até o fechamento da matéria estava em 2201 casos, subestimados já que somente são testados os casos graves), o que em pouquíssimo tempo leva a contaminação de um número substancial da população, ou seja, mesmo que só 10% tenham complicações, 10% de 500 mil é 50 mil, e são 50 mil que necessitam de UTI, e no Brasil todo atualmente só tem 50 mil leitos de UTI já saturados.

Ainda sim, infartos, AVCs, acidentes diversos, cirurgias de emergência entre outros problemas continuarão acontecendo, o que torna a situação muito séria, pois o sistema todo não pode ser ocupado com os doentes de apenas uma única doença, que sobrecarrega tudo. Por causa disso o pronunciamento de Bolsonaro é o pronunciamento de um assassino que prefere deixar milhares morrerem por conta da doença do que perder dinheiro, como varios empresarios que o apoiam defendem.

É uma amostra do quão desprotegido está o nosso povo diante desta catástrofe, e é por isso que o fora Bolsonaro é uma necessidade urgente, mesmo no meio desta crise onde normalmente substituir o comandante não é bom, porém a nação não pode ficar acéfala neste momento tão complicado. Numa tempestade o leme deve ser conduzido com firmeza, seriedade e visão estratégica das correntes que levam o barco, mas Bolsonaro não está no cargo de presidente para conduzir nada, como sempre me refiro aqui, ele só está no cargo para destruir o Brasil e o seu povo, o vírus para ele economiza esforço;

Neste caso, a nossa própria sobrevivência está em risco com a continuidade de Jair Bolsonaro a frente dos rumos do país. Um louco que tem por objetivo a destruição do estado brasileiro, uma verdadeira praga bíblica que quer economizar esforço aproveitando-se de uma pestilência, um monstro que quer a morte dos mais pobre, por isso só há uma única solução…

FORA BOLSONARO!

Recomendações do Ministério da Saúde (leia mais sobre a doença em https://coronavirus.saude.gov.br/ )

Leia também:

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.