O demolidor em chefe da nação Jair Bolsonaro, compartilhou no Twitter no dia de ontem (03), um vídeo do jornalista e ex-porta-voz do governo João Figueiredo, Alexandre Garcia, na qual ele declara que o Brasil não é desenvolvido por causa do povo, e que, se o Brasil “trocasse” de população com o Japão, que “em 10 anos seria um país desenvolvido”.

Jair Bolsonaro fez uma carreira política baseada no discurso “patriótico”, na qual ele sempre  se declarou “nacionalista”. A prática vem sendo a de um governo de ocupação estrangeira, como por exemplo, a entrega da base de alcântara para os estadunidenses, o aval para a compra da Embraer pela Boeing, entre outros.

Essa não é a primeira vez que Bolsonaro mostra menosprezo a seu próprio povo e bajula outras nações. Durante a pré-campanha presidencial, em outubro de 2017, durante visita aos EUA, Bolsonaro bateu continência a bandeira americana, gesto que voltou a repetir já como presidente em maio de 2019 durante uma condecoração da câmara de comércio Brasil-EUA em Dallas.

O problema do Brasil não é seu povo, que tem seus feitos notáveis mas não lembrados, como o fato do Brasil ter sido uma das economias capitalistas que mais cresceram em todo o século XX, com uma taxa média entre 1930 e 1974 de quase 5% ao ano, sendo superior a 8% entre 1945 e 1974. taxas de crescimento neste nível só foram alcançadas no século XX pela URSS, e mais recentemente pela China. O Brasil era chamado de ‘o país do futuro” não à toa, se tivesse mantido a média de crescimento pelos anos seguintes hoje poderíamos ser um país rico.

O que deu fim a todo esse crescimento foi justamente o governo militar, que endividou o país, trouxe hiperinflação, uma desigualdade social explosiva, aumento no número de crianças abandonadas e a subsequente epidemia de violência que o Brasil sofre até hoje.

O Brasil só tem os problemas que tem, não porque o povo “é vagabundo”, ou qualquer outra bobagem relacionada e que Alexandre Garcia deixou subentendida em sua fala, mas sim porque sofremos até hoje com interferência externa dentro de nossa política, até hoje não conseguimos romper a dependência econômica da exportação de matérias primas, um problema que está registrando um pico histórico agora com a demolidora Bolsonaro. 

Tuit de Bolsonaro com o vídeo de Alexandre Garcia

Justamente esses elementos que reclamam do povo, são aqueles que apoiam a ditadura militar que afundou o Brasil no caos que se encontra. O mais triste nisso é ver o presidente do país compartilhar a posição de que o seu próprio povo é inferior. Até quando vamos tolerar o governo de um ser como este? 

Leia tambem:

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.